| |


Ver Mais
Centro de Educação na área jurídica
10-01-2018
O Centro de Educação da Fundação Rui Cunha já está em funcionamento e é a primeira valência apoiada pelo Governo para dar formação na área jurídica. A iniciativa vai ainda proporcionar o ensino de outras competências e a estreia é com um curso de mandarim para iniciantes. Para o futuro o centro pretende levar o direito local ao continente


Ver Mais
CURSO DE MANDARIM - (Nível Inicial)
08-01-2018
O Mandarim/ Pǔtōnghuà
普 通 話
(普 通 话 )
É a língua oficial mais falada entre os chineses da República Popular da China, ou seja, numa proporção superior a 70% de entre os 8 principais dialectos.
Com vista a uniformizar, oficializar e promover, no seio do povo chinês, a romanização de mandarim, estabeleceu-se o 
PROGRAMA DE ROMANIZAÇÃO DE MANDARIM
Hànyǔ Pīnyīn Fāngàn
漢 語拼音方案
(汉 语 拼 音 方 案 ), o qual foi aprovado pelo Conselho do Estado, na 60a. Sessão Plenária de 01 de Novembro de 1957 e homologado na 5a. Sessão da 1a. Assembleia do Congresso Nacional do Povo, realizada em 11 de Fevereiro de 1958.
Eis assim se deu início formal da aprendizagem sobre o Programa da Romanização de Mandarim, e, este tem vindo a ser, a partir da década 50, largamente divulgado no interior da China onde é, hoje em dia, a língua veicular verbal ensinada desde a instrução primária.

APRESENTAÇÃO
O presente curso de formação, no seu nível inicial, tem por objectivo dar conhecer, os formandos que não utilizem a língua chinesa escrita, a importância fulcral de dominar os 5 itens relativos à romanização da língua oficial verbal constante no referido 「 Programa do Romanização de Mandarim e a aplicação das respectivas regras.

CONTEÚDOS
Os 5 itens da romanização constantes no Programa da Romanização de Mandarim não só fazem corpo (nas últimas/ primeiras páginas) de todos os dicionários expressos em língua chinesa como ainda figuram em outros conectados com demais línguas estrangeiras.

Os 5 itens relativos à romanização são:
1 - Tabela do ALFABETO
2) Tabela das VOGAIS
3 - Tabela das CONSOANTES
4 - Símbolos dos TONS
5 - O APÓSTROFO

DURAÇÃO DO CURSO
30 Horas agrupadas em 2 vezes por semana, sendo 2 horas em cada dia e integradas num período compreendido entre 17 de Janeiro e 28 de Março de 2018
4as. Feiras: 18H30 ~ 20H30
Sábados:10H30 ~ 12H30

DESTINATÁRIOS
Este curso de formação de mandarim, numa fase inicial, destina-se a todos os que se consciencializem na importância e na interpretação dos instrumentos fonéticos, no início da aprendizagem da língua oficial falada, ou seja, que considerem o Programa da Romanização de Mandarim ser algo da primeira etapa de lidar-se com a língua oficial chinesa, quer no aspecto de chinês falado quer no da escrita dos caracteres.

FINALIDADE DO CURSO
Tendo em conta de que o Curso de Mandarim, Nível Inicial, visa focar a importância da aprendizagem do Programa da Romanização de Mandarim, deverão os formandos, findas as 30 horas de aulas, saber reproduzir toda a composição fonética de mandarim.
Em consequência, os formandos saberão igualmente soletrar e reproduzir todas as palavras romanizadas, tanto no lugar de emissor como no de receptor e bem, assim, na sua versão escrita, facilitando-lhes a utilizarem programas electrónicos que os conduzem à algumas palavras e/ ou expressões escrita, na consulta de dicionários.

INSCRIÇÕES:
As inscrições estão abertas a todos os interessados até 15 de Janeiro de 2018.
Enviar mail para: creddm@ruicunha.org

NOTA:
O presente curso só será realizado com um número mínimo de 15 formandos.


Ver Mais
Novos Desafios Éticos na Nova Paisagem Mediática
09-12-2017
Workshop Novos Desafios Éticos na Nova Paisagem Mediática, na Fundação Rui Cunha, com o Prof. Joaquim Fidalgo, professor na Universidade do Minho

Os grandes valores e princípios éticos que devem nortear o jornalismo e os media não mudam pelo facto de mudarem as tecnologias ou os processos de elaboração, edição e difusão da informação no espaço público.

2017.12.09 – Sábado das 10:00-13:00, 15:00-18:00
Auditório da Fundação, 1º andar. Av Praia Grande, Nº 749

Inscrição por email - imprensamacau@gmail.com, até 7 de Dezembro
Gratis para sócios AIPIM. MOP 100 patacas para não sócios


Ver Mais
Memória e Pensamento
06-12-2017
Primeiro volume da obra de Manuel da Silva Mendes vai ser lançado dia 6 de Dezembro
Galeria da Fundação Rui Cunha 官樂怡基金會
聯邦大廈749號R/C, Av. da Praia Grande, Macau
06.12.2017, Quarta-feira às 18:30 - 19:30

Na próxima quarta-feira, dia 6, às 18:30, vai ser lançado, na Fundação Rui Cunha, o primeiro volume de uma colectânea sobre Silva Mendes, com cerca de 600 páginas, com o título “Manuel da Silva Mendes: Memória e Pensamento” que contém três ensaios sobre esta importante figura da história social de Macau, de autoria de António Aresta, Amadeu Gonçalves e Tiago Quadros, e todos os textos de Silva Mendes sobre Arte, Filosofia e Religião, Cultura e Tradições Chinesas publicados na Imprensa e em livro.

A apresentação estará a cargo do Dr. Jorge Morbey.

Editado por Livros do Oriente, este primeiro volume pretende contribuir para um conhecimento rigoroso e tão completo quanto possível da vida e obra de Manuel da Silva Mendes – o exemplo de um português que conheceu, compreendeu e divulgou a cultura e as tradições chinesas de uma forma que, ainda hoje, se reveste de ineditismo.

Silva Mendes, advogado, professor e intelectual, natural de São Miguel das Aves e viveu em Macau, de 1901 a 1931, ano em que morreu.

Para além da bibliografia produzida em Portugal até à ida para Macau, tem vasta obra publicada neste território, sobretudo em publicações periódicas, que viriam a ser reunidas em volumes coordenados pelo sinólogo macaense Luís Gonzaga Gomes, nos anos 60 do século passado.

Foi também, na época, um dos maiores coleccionadores de arte chinesa, constituindo o seu espólio, adquirido à viúva pelo Governo de Macau pouco depois da sua morte, um acervo muito importante do Museu de Arte de Macau.

Dominando a língua chinesa e profundo conhecedor da sua cultura, Silva Mendes foi, no início do século XX, o principal e o primeiro divulgador da Cultura, da Filosofia e da Religião Chinesas, conhecimento que lhe advinha do contacto directo com artistas, pensadores e com os bonzos – sobretudo do mosteiro de Choc Lam – com quem privava e discutia estes assuntos.

O livro tem o patrocínio da Fundação Macau e do comendador Ng Fok e as receitas da venda revertem a favor da Associação Amigos do Livro em Macau, sendo que, no dia do lançamento, terá um preço especial de venda ao público.
Os próximos dois volumes, que completam a obra, deverão ser lançados no segundo semestre de 2018.


Ver Mais
O Futuro da União Europeia: Quem Assume a Liderança?
05-12-2017
Victor Ângelo analisa o futuro e a liderança da União Europeia

A Fundação Rui Cunha através do CRED-DM – Centro de Reflexão, Estudo, e Difusão do Direito de Macau acolhem na próxima terça-feira, 5 de Dezembro, pelas 18h30, a sessão “O Futuro da União Europeia: Quem Assume a Liderança?”. O evento, organizado pelo Programa Jean Monnet da União Europeia (U.E.) em Macau, terá como orador principal Victor Ângelo, antigo representante do Secretário-Geral das Nações Unidas (Operações de Paz).

A palestra, fruto da iniciativa conjunta da Universidade de Macau e do Instituto de Estudos Europeus de Macau, com o apoio da U.E., tem o apoio da Associação de Imprensa em Língua Portuguesa e Inglesa (AIPIM), e será moderada pelo seu presidente, José Carlos Matias.
Num momento em que a U.E. enfrenta vários desafios – a saída do Reino Unido, o ressurgimento de movimentos nacionalistas e populistas em diferentes países, a crise catalã, a questão dos refugiados e dos migrantes – Victor Ângelo analisa-os à luz daquela que deverá ser a resposta das instituições europeias num momento decisivo da sua história. As relações com Rússia, E.U.A, África e, claro, com a China, merecerão também a atenção do orador, que traçará o perfil das individualidades que considera centrais no actual momento vivido pela U.E.
Enquanto diplomata da Nações Unidas, organização para a qual trabalhou durante 32 anos, Victor Ângelo foi representante especial do secretário-geral, em países como o Chade, a República Centro-Africana, a Serra Leoa e o Zimbabwe, entre outros.
Actualmente a viver em Bruxelas, Victor Ângela é membro da direcção da fundação suíça de manutenção da paz “PeaceNexu”, professor associado do Centro para Política de Segurança de Genebra e consultor sénior da Comunidade dos Países de Língua de Portuguesa (CPLP). Além de outras ocupações, Ângelo é colunista da revista “Visão” e comentador-residente do programa “Magazine Europa” do canal de rádio em língua portuguesa da TDM.
A Entrada é livre
Contamos consigo.
Por Macau, Mais e Melhor!


Ethical Challenges for Journalists
25-11-2017
Workshop on Ethical Challenges for Journalists, at Rui Cunha Foundation, to discuss the key ethical issues facing journalists and given participants authentic case studies

2017.11.25 . - 10:00-13:00 (Saturday)
1st Floor Auditorium. Av Praia Grande, Nº 749

Registration submitted to AIPIM by e-mail to:
imprensamacau@gmail.com, until November 23

Free of charge for AIPIM members. MOP 100 fee for non-AIPIM members


Ver Mais
Notas Soltas sobre a Lei do Erro Médico
24-11-2017
Realizar-se-á na próxima Quinta-feira, dia 30 de Novembro, às 18h30 na Fundação Rui Cunha, a conferência “Notas Soltas sobre a Lei do Erro Médico”.
Mais de um ano após a entrada em vigor da Lei do Erro Médico decidimos revisitar uma lei que deu azo a tanta controvérsia, a qual ainda hoje se mantem, não faltando até quem proponha já a sua revisão.
Vera Lúcia Raposo juntou um grupo de amigos, igualmente interessados no assunto (Paulo Cardinal, Rui Cascão, Luís Pessanha, Man Teng Iong), e desafiou-os a passar para o papel algumas reflexões, seja sobre a lei que temos, seja sobre a lei que poderíamos ter.
Na próxima 5.º feira, irão todos reunir-se na Fundação Rui Cunha e em jeito de tertúlia de amigos falar sobre direito, medicina e a inevitável lei, enquanto nos apresentam um número especial da Revista LegisJuris que prepararam sobre o tema.
Estão todos convidados a aparecer e a partilhar também as vossas opiniões.
Certamente serão opiniões diferentes entre si, ora apoiando ora criticando a lei, mas todas unidas por um objectivo comum: a elaboração de um regime legal que promova os melhores cuidados de saúde, a segurança do paciente e o respeito pelos profissionais do sector.
Por um Macau mais e melhor, com melhores cuidados de saúde.
A conferência será realizada em língua portuguesa
A entrada é livre.


Ver Mais
The Importance for Every Child to Grow Up in a Family
11-11-2017
No próximo dia 11 de Novembro, o Centro do Bom Pastor e o “Grupo de Acção para a Adopção” promoverão uma Mesa Redonda subordinada ao tema “A importância de todas as crianças crescerem em família”, iniciativa que conta com o apoio da Fundação Rui Cunha.
Pretende-se, com esta Mesa Redonda, refletir sobre as necessidades das crianças e as práticas de adopção em Macau. Entre os oradores estarão profissionais e pais adoptivos de Macau e Hong Kong. O evento decorrerá na Fundação Rui Cunha entre as 13.00H e as 15.00H.


Ver Mais
Architecture and Discontent
03-11-2017
Seminar Architecture and Discontent
Sexta-feira, 3 de Novembro às 18:30 - 20:30
Fundação Rui Cunha 官樂怡基金會
聯邦大廈749號R/C, Av. da Praia Grande, Macau

We have never built as much as in the past 50 years; architecture has always been about virility, demolition, construction, building, structure, and creation, never about conservation, negotiation, participation and preservation.

Renewal, rebirth, revival, renaissance, rejuvenation and restoration are only a few synonyms of what we need to consider in the wake of emergent crisis ranging from climate change to clash of political systems to never-ending financial speculations.
Europe, America and the West generally are moving toward radicalisation, privatisation as well as a post-modern version of media freedom. Are emerging economical powers the only places where new debates and invention are possible?

Architecture is often a mirror of the society within which it is produced, no wonder it is more and more impotent in the West.
The lecture will attempt to bring back to life ideas of architects, urbanists, writers, educators and thinkers such as Gian Carlo di Carlo, who said, "In reality, architecture has become too important to be left to [only] architects...";

Through three projects, Professor Nasrine Seraji will attempt to show how landscape, urbanism and architecture can be sensitive to the existing context of a project and how we can use constraints as the main intelligent ingredients for our projects.

Early registration made through email: info.docomomo.macau@gmail.com (provide full name for certificate). Seats available on a first-come first-serve basis (40)


Ver Mais
The European Union Facing its Future: the Role of Europe in a Future Multipolar World
23-10-2017
Monday, October 23 at 6:30 pm, "The European Union Facing its Future: the Role of Europe in a Future Multipolar World" of the cycle Reflections at Sunset, will be held at Rui Cunha Foundation.

Professor Ramón Tamames, Chair Professor of Economic Structure at Universidad Autónoma de Madrid, former visiting professor of European Integration at IEEM, distinguished scholar and author of many books and articles, political analyst and commentator in Spanish media, and economic thinker at large, will address his former students and the public in general at the Rui Cunha Foundation, on the topic of “The European Union Facing its Future: the Role of Europe in a Future Multipolar World”.

Professor Tamamés will be addressing several topics including: The great recession in the EU and tackling the economic crisis ;;the Euro; the Juncker investment plan and Macron proposals for the EU; issues of inequality and homogeneity; the Brexit and other current political issues, as well as Europe and China in a multipolar environment.

Professor Tamames, will be visiting Macau invited by IEEM in celebration of the 20th anniversary of the Master in European Studies Program, jointly organized by IEEM and UMAC.
CONSULTE TODOS OS DESTAQUES
Agenda Jurídica
Site by omsite.com